Sorte ou Azar?

Olá Nefelibatas! Espero que gostem dessa resenha, boa leitura.

Essa é a historia de Jean Honeychurch (ou Jinx – que significa pé-frio, azarada),uma garota que aparentemente leva sua falta de sorte para onde quer que vá.
Tentando fugir da má sorte ou pelo menos dos problemas que causou na sua cidade natal, ela muda-se para Nova York, na casa de seus tios, mas parece que os problemas a seguem. Sua prima Tory não esta nada feliz com sua mudança, estando bem diferente de Jinx se lembrava, Tory esconde um segredo, – faz algum tempo que esta praticando pequenos feitiços, e já se considera a bruxa da família – porém, acaba percebendo que sua prima pode ter herdado os dons de uma antepassada, e convida Jinx para se juntar ao seu grupo de bruxas.

“- Jinx você vai ter que encarar. Você possui o dom.
Minha respiração congelou na garganta.
- O... o quê?
- O dom – repetiu Tory. – Vovó nunca lhe contou sobre Branwen? Nossa tatatataravó era uma feiticeira, lá no País de Gales. E Branwen contou á filha, que contou á filha, que contou á filha, que contou á vovó, que a primeira filha da filha dela... isso só acontece com as primeiras filhas... teria o dom. O dom da magia. Tipo, você tem o cabelo ruivo da vovó, mas nem sua mãe nem a minha têm. Você não vê? Nossa tatá-tata-tataravó Branwen estava falando de nós. Nós somos as primogênitas de nossas mães. Ou sei lá o quê. Somos a próxima geração de bruxas da família.
- Sem ofensa, Tory. Mas acho que você andou vendo episódios demais de Charmed.”


Mas as coisas acabam ficando mais complicadas quando Jinx faz amizade com Zach, um garoto por quem Tory é apaixonada. Jinx e Zach conversam sobretudo, vão juntos as aulas de educação física, e ele até a convida para o baile de primavera, mas só como amigos.
Isso entre outras coisas, acaba por desencadear a ira de Tory, que toma medidas drásticas:

“- Espere um minuto – disse Lindsey. – Você vai beber o sangue dela?
- O que você esperava? – perguntou Tory. – É um ritual de sangue. Dããã.”

Agora para se proteger e se salvar, Jinx vai ter que abraçar seu dom e descobrir a magia que guarda dentro de si. Descubram junto a Jinx que a magia não serve apenas para o mal e, pode salvar sua vida quando necessário.

Bem, esta foi mais uma indicação de livro para vocês, até a próxima, Stephanie.


Autora: Meg Cabot.288 páginas. Editora: Galera Record.

4 comentários:

Dé Lima disse... [Responder comentário]

Oi Lais!
Eu gosto muito dos livros da Meg. Ainda não li esse, mas gostei bastante da sua resenha. Prima malvada essa que quer beber o sangue a outra.rs
Beijos!!!

Pâmela Vital disse... [Responder comentário]

Laaais, ola mais uma vez! haha
você foi falar de Meg Cabot? Que covardia! so porque eu amo os livros dela *.*
Sim.. Pobre Jean. Esse não foi um dos livros que mais gostei, mas simpatizei muito com a Jean. Meg já tinha feito de Bruxo, Paranormais e Fantasmas e eu tava esperando um de vamps, que na verdade ela fez, -jaja sai a trilogia toda de Insasiável- e ela continua tão boa quanto os romances de antes, até os mais hots! haha
Adorei a resenha! Parabéns pelo blog!
um beijo grande!

ps: Sim, teria como tu passar no blog que sou colunista e comentar? Eu sei que é pedir muito, mas é meu primeiro post sabe como é.. Impressionar a dona =x
o link é: [ http://www.feedyourhead.com.br/2012/01/resenha-de-burns-chamas-de-sangue-m-l.html ]
bye cat!

cristiane disse... [Responder comentário]

Outro livro da MEG!!!! OMG! Eu sou louca pra ler os livros dessa autora e já garanti alguns títulos dela pra começar a ler, vou adicionar esse com certeza!

Postar um comentário