Dragão Vermelho


Olá Nefelibatas! Vamos para mais uma resenha, espero que gostem  e leiam o livro em breve.





Livro: Dragão vermelho
Série: Hannibal 
Autor (a): Thomas Harris
Páginas: 348
Editora: Record
Ano de Lançamento: 1981


" Só vemos o que observamos e só observamos coisas que já conhecemos. - Alphonse Bertillon" 

" Ficou imaginando se os velhos e terríveis anseios são o vírus que produz a vacina."


Dois crimes, duas famílias brutalmente assassinadas, muitos espelhos quebrados e um serial killer a solta, com tudo isso acontecendo Jack Crawford (FBI) vai atras do aposentado Agente Especial William Graham em busca de ajuda.

Will é um brilhante agente, que consegue reconstruir  as cenas dos crimes em sua mente através das provas  encontradas; foi o  responsável por prender o psicologo e sociopata  DrHannibal Lecter.

Devido a falta de provas (e provas inconclusivas) Graham, a contra gosto, vai conversar com Lecter, para juntos traçarem o perfil psicológico do assassino, que fora chamado  de Fada dos Dentes pela imprensa (ou Gay Dentuço, dependendo da tradução).

Hannibal é muito inteligente e persuasivo, apesar de estar preso em uma sala de  segurança máxima consegue enviar uma mensagem para o Fada, pedindo para  matar Will.

O Fada, ou Dragão Vermelho como ele se autonomeia ( devido a sua obsessão pelo quadro O Grande Dragão Vermelho e a Mulher Vestida de Sol do  William Blake) é um personagem muito bem construído,  o autor revela que o desequilíbrio mental do Dragão é consequência de traumas e conflitos familiares, além disso, mostra que todas as pessoas sejam elas boas ou más tem a capacidade de amar.

O livro é rico em detalhes, por isso deve ser lido sem pressa; está em terceira pessoa e intercalado entre o ponto de vista de Will e do Dragão. Uma das partes marcantes do livro ao meu ver, são: o primeiro encontro entre Will e Hannibal depois de três anos, a conversa entre eles é bem intensa; o sequestro de Freddy Lounds, mostrando que sensacionalismo e curiosidade podem custar caro; o Dragão se apaixonando e cometendo erros; as reviravoltas finais, mostrando que certos  acontecimentos são imprevisíveis. 

Espero que vocês tenham a oportunidade de ler esse livro, em breve. E se você se interessou, 
assista aos filmes do Hannibal ou assista a série, recomendo para as pessoas que gostam do gênero investigativo. Até mais pessoal!

4 comentários:

Karine Braschi disse... [Responder comentário]

Estou me sentindo mega desinformada! Não fazia ideia que Hannibal também tinha livro :O Adoro livros desse gênero e fiquei muito curiosa para ler esse!

Um beijo, Karine Braschi.
Geek de Batom.

Regiane (Carrie) Alencar disse... [Responder comentário]

Li tds os livros e vi todos os filmes, achei muito bom, tanto livros qnt filmes. Mas achei q o final ficou meio louco. rs Pra ele fazer tudo o q fez e terminar do jeito q terminou (refiro-me ao fim da série de livros), achei meio falta de ideias, mas ok, ainda assim gostei bastante e achei tds muito bons.

Postar um comentário